ᴴᴰ Cranioplastia: cirurgia plástica do crânio | Medicina é

Cranioplastia, em termos gerais, é definida como a reparação de uma má formação ou deformidade do crânio, que pode ser de origem primária (congênita) ou, mais comumente, relacionada a traumas ou má formação, sendo classificada como secundária (adquirida). A técnica consiste na colocação de uma prótese no lugar da parte óssea danificada.

Houve um grande impulso no uso de enxertos e modernização da técnica de cranioplastia no início do Século XX, sobretudo depois da Segunda Guerra Mundial, quando foi percebida uma série de grandes defeitos cranianos nos indivíduos sobreviventes aos campos de batalha. De lá para cá, a medicina avançou, trazendo novos materiais e, principalmente, a possibilidade de moldar as próteses sob medida, o que permite um resultado estético mais satisfatório e contribui para uma melhor qualidade de vida. E o que é essencial: hoje, conseguimos obter resultados clínicos adequados com melhor proteção do cérebro.

A prótese pode ser de vários materiais, como metilmetacrilato, polímeros variados, incluindo mamona. Existem próteses nacionais e importadas e, apesar do procedimento ser coberto pelo SUS, apenas os convênios médicos cobrem a prótese feita sob medida.

A cranioplastia é uma cirurgia reparadora, uma vez que o defeito deixa o tecido cerebral protegido apenas pelas meninges e pele. Portanto, a técnica é necessária para criarmos uma proteção melhor o tecido cerebral.
É possível colocar prótese em qualquer paciente que tenha uma falha óssea, exceto quando há algum tipo de contra indicação clínica, sem possibilidade de controle no procedimento. Mas, felizmente, isso é algo bem raro.

Deixe um comentário sobre este vídeo, é sempre muito importante saber a opinião de vocês, assim estaremos sempre aperfeiçoando o canal. =D

Se gostar do vídeo, não deixe de compartilhar com os amigos, inscrever-se no canal e clicar em ”gostei”. 🙂 #FOCONOJALECO

Mais vídeos de cirurgias: https://goo.gl/ZfxIHN
Facebook: http://www.facebook.com/paginamedicinae
Site: http://www.medicinae.com.br
Grupo para vestibulandos: https://goo.gl/3HtlDN
Instagram: @paginamedicinae / @anatomiae (com imagens todos os dias)
P.S.: Acesse nossa playlist para vestibulandos de medicina, clique aqui: https://goo.gl/fAVldQ

NEUROCIRURGIA COM PACIENTE CANTANDO ÓPERA — Dose de Conhecimento | Medicina é

Olá, pessoal! O vídeo de hoje é bem diferente do que vocês estão acostumados a ver aqui no canal. Eu espero que vocês gostem desse novo formato de “Dose de Conhecimento” e deixem like e comentários sobre o vídeo.

Deixe um comentário sobre este vídeo, é sempre muito importante saber a opinião de vocês, assim estaremos sempre aperfeiçoando o canal. =D

Se gostar do vídeo, não deixe de compartilhar com os amigos, inscrever-se no canal e clicar em ”gostei”. 🙂 #FOCONOJALECO

Mais vídeos de cirurgias: https://goo.gl/ZfxIHN
Facebook: http://www.facebook.com/paginamedicinae
Site: http://www.medicinae.com.br
Grupo para vestibulandos: https://goo.gl/3HtlDN
Instagram: @paginamedicinae / @anatomiae (com imagens todos os dias)
P.S.: Acesse nossa playlist para vestibulandos de medicina, clique aqui: https://goo.gl/fAVldQ

ᴴᴰ Cirurgia na mama: retirada de nódulo (nodulectomia) | Medicina é

A cirurgia de mama para retirada de nódulo benigno, ou nodulectomia, é simples e geralmente rápida. É feito um pequeno corte na mama no lado onde está o nódulo, onde ele é retirado para tratamento ou para diagnóstico.

Normalmente, a cirurgia demora 1 hora, mas depende da quantidade de nódulos e da sua localização. A cirurgia de mama para retirada de nódulo pode ser feita sob anestesia local, mas quando a lesão é muito volumosa ou quando se pretende retirar mais de um nódulo, a cirurgia é feita sob anestesia geral.

Deixe um comentário sobre este vídeo, é sempre muito importante saber a opinião de vocês, assim estaremos sempre aperfeiçoando o canal. =D

Se gostar do vídeo, não deixe de compartilhar com os amigos, inscrever-se no canal e clicar em ”gostei”. 🙂 #FOCONOJALECO

Mais vídeos de cirurgias: https://goo.gl/ZfxIHN
Facebook: http://www.facebook.com/paginamedicinae
Site: http://www.medicinae.com.br
Grupo para vestibulandos: https://goo.gl/3HtlDN
Instagram: @paginamedicinae / @anatomiae (com imagens todos os dias)
P.S.: Acesse nossa playlist para vestibulandos de medicina, clique aqui: https://goo.gl/fAVldQ

CÉREBRO HUMANO FRESQUINHO: Anatomia do Sistema Nervoso — Dose de Conhecimento | Medicina é

Convidamos, mais uma vez, a querida Natália Reineck do canal Anatomia e etc para trazer mais uma dose de conhecimento para vocês. O vídeo de hoje é sobre o sistema nervoso, com imagens incríveis de um encéfalo humano fresquinho. Prepare-se para ficar ainda mais encantado pelo mundo da medicina e aperte play!

Inscreva-se no canal da Natália: https://www.youtube.com/channel/UCK3sW3_2AqB0NQ9E_vwAeEQ

Deixe um comentário sobre este vídeo, é sempre muito importante saber a opinião de vocês, assim estaremos sempre aperfeiçoando o canal. =D

As imagens reais do encéfalo humano foram gravadas pela University of Utah Neuroscience Initiative (https://www.youtube.com/watch?v=jHxyP-nUhUY&t=0s)

Se gostar do vídeo, não deixe de compartilhar com os amigos, inscrever-se no canal e clicar em ”gostei”. 🙂 #FOCONOJALECO

Mais vídeos de cirurgias: https://bit.ly/melhorescirurgias
Facebook: http://www.facebook.com/paginamedicinae
Site: http://www.medicinae.com.br
Grupo para vestibulandos: https://goo.gl/3HtlDN
Instagram: @paginamedicinae / @anatomiae (com imagens todos os dias)
P.S.: Acesse nossa playlist para vestibulandos de medicina, clique aqui: https://goo.gl/fAVldQ

CESARIANA “NATURAL” — conheça essa nova técnica | Medicina é

Um novo método de cesárea tem se popularizado na Inglaterra. Chamada de “cesariana natural”, a técnica, segundo alguns especialistas e grávidas, proporciona ao bebê uma chegada menos angustiante e mais calma ao mundo. Para colocar à prova esta ideia, a inglesa Sarah Saunders não só adotou, como gravou o procedimento.

Na gravação, realizada na maternidade Torbay, em Devon, o bebê se projeta sozinho para fora da barriga da mãe através do corte. “Se você não puder dar à luz naturalmente, ter uma cesariana natural é a melhor coisa”, escreveu Sarah na descrição do vídeo. “Uma experiência de parto que vou amar para sempre.”

O método permite que o bebê saia da barriga sozinho em vez de ser retirado às pressas pelos médicos. Na prática, o cirurgião faz a incisão no útero e tira para fora somente a cabeça do recém-nascido, que é deixado livre para projetar os próprios ombros, semelhante ao que acontece em um parto normal. O procedimento chega a durar até quatro minutos, como mostra o vídeo.

Deixe um comentário sobre este vídeo, é sempre muito importante saber a opinião de vocês, assim estaremos sempre aperfeiçoando o canal. =D

Se gostar do vídeo, não deixe de compartilhar com os amigos, inscrever-se no canal e clicar em ”gostei”. 🙂 #FOCONOJALECO

Mais vídeos de cirurgias: https://goo.gl/ZfxIHN
Facebook: http://www.facebook.com/paginamedicinae
Site: http://www.medicinae.com.br
Grupo para vestibulandos: https://goo.gl/3HtlDN
Instagram: @paginamedicinae / @anatomiae (com imagens todos os dias)
P.S.: Acesse nossa playlist para vestibulandos de medicina, clique aqui: https://goo.gl/fAVldQ

ᴴᴰ Cirurgia cardíaca: reparação de válvula mitral ou bicúspide | Medicina é

O que é Valva Mitral?

É uma das valvas do coração que separa o átrio e o ventrículo esquerdos do coração.

2) O que a Valva Mitral faz?

A valva mitral realiza dois movimentos: o de abertura, com o qual permite que o sangue passe do átrio esquerdo para dentro do ventrículo esquerdo e o de fechamento, evitando que o sangue que chega ao ventrículo esquerdo retorne ao átrio esquerdo.

4) Quais os problemas que podem acometer a Valva Mitral?

A valva mitral pode ser anormal desde o nascimento (doença congênita), pode deteriorar sua função com a idade (doença degenerativa, prolapso da valva mitral), pode ser afetada pela febre reumática (doença reumática), por infecção (endocardite infecciosa) ou por obstrução das artérias coronárias (doença isquêmica do coração), dentre outras causas.

5) O que acontece com a Valva Mitral quando acometida por estes problemas?

A valva mitral pode sofrer alterações em sua estrutura causando alterações em seu funcionamento. A valva mitral pode ter dificuldade para abrir, reduzindo o orifício por onde passa o sangue, esta anormalidade da valva chama- se Estenose Mitral. A valva mitral pode não se fechar corretamente e assim deixar o sangue que chegou ao ventrículo esquerdo retornar ao átrio esquerdo, o que se chama Insuficiência Mitral.

6) Quando operar a Valva Mitral?

Geralmente, pacientes que apresentam sintomas e possuem alterações na estrutura da valva mitral. Os principais sintomas são a falta de ar e o cansaço aos esforços.

7) O que é a cirurgia da Valva Mitral?

A cirurgia da valva mitral pode ser plástica ou troca. A plástica mitral preserva a válvula fazendo com que ela volte ao seu funcionamento normal. Quando as condições da valva não permitem a plástica, a valva mitral é trocada por uma prótese que pode ser biológica ou mecânica.

Deixe um comentário sobre este vídeo, é sempre muito importante saber a opinião de vocês, assim estaremos sempre aperfeiçoando o canal. =D

Se gostar do vídeo, não deixe de compartilhar com os amigos, inscrever-se no canal e clicar em ”gostei”. 🙂 #FOCONOJALECO

Mais vídeos de cirurgias: https://goo.gl/ZfxIHN
Facebook: http://www.facebook.com/paginamedicinae
Site: http://www.medicinae.com.br
Grupo para vestibulandos: https://goo.gl/3HtlDN
Instagram: @paginamedicinae / @anatomiae (com imagens todos os dias)
P.S.: Acesse nossa playlist para vestibulandos de medicina, clique aqui: https://goo.gl/fAVldQ

ᴴᴰ Cirurgia plástica: Abdominoplastia e reparação de hérnia incisional | Medicina é

A hérnia incisional é causada por uma fraqueza da parede abdominal (musculatura) no local de uma cirurgia prévia. Está relacionada à fatores que aumentam a pressão abdominal como: sobrepeso e obesidade; tabagismo e tosse crônica; e esforço físico intenso e repetido.

A abdominoplastia é o procedimento em que se remove o excesso de gordura e de pele e, na maioria dos casos, restaura os músculos enfraquecidos ou separados, criando um perfil abdominal mais suave e tonificado. Ter um abdômen liso e tonificado é algo que muitos de nós se esforça para ter através de exercício físico e controle de peso. No entanto, às vezes, exercício físico e controle de peso não são suficientes para que alcancemos nossos objetivos. Mesmo pessoas com peso corporal e proporção normais podem desenvolver um abdômen protruído, frouxo e flácido.

Deixe um comentário sobre este vídeo, é sempre muito importante saber a opinião de vocês, assim estaremos sempre aperfeiçoando o canal. =D

Se gostar do vídeo, não deixe de compartilhar com os amigos, inscrever-se no canal e clicar em ”gostei”. 🙂 #FOCONOJALECO

Mais vídeos de cirurgias: https://goo.gl/ZfxIHN
Facebook: http://www.facebook.com/paginamedicinae
Site: http://www.medicinae.com.br
Grupo para vestibulandos: https://goo.gl/3HtlDN
Instagram: @paginamedicinae / @anatomiae (com imagens todos os dias)
P.S.: Acesse nossa playlist para vestibulandos de medicina, clique aqui: https://goo.gl/fAVldQ

ᴴᴰ Neurocirurgia: Hematoma epidural | Medicina é

O hematoma epidural é o acúmulo de sangue entre a dura-máter (membrana que reveste o cérebro) e o crânio. Este hematoma é tipicamente causado por um trauma agudo na cabeça que rompe a artéria meníngea média.

Hematoma epidural tem sua localização mais frequente a nível do lobo temporal, entre o osso e a dura-máter. Deve-se à ruptura da artéria meníngea média, geralmente por uma fratura do osso temporal. A artéria corre na face externa da dura, alojada em um sulco da tábua interna do osso. A fratura pode pinçar ou cortar a artéria, originando o hematoma.
Portanto, a artéria meníngea média percorre o espaço virtual entre a dura-máter (meninge mais externa e espessa) e o osso temporal. A rotura da artéria meníngea em traumatismos de crânio é relativamente comum em fraturas do osso temporal e pode provocar o aparecimento de hemorragia local.

O paciente com hematoma epidural pode apresentar perda de consciência com recuperação após alguns minutos ou horas. Porém, posteriormente, o paciente sofre deterioração mental e coma.
Se não tratado, pode causar danos neurológicos irreversíveis, aumento da pressão sanguínea, problemas respiratórios e morte.

Às vezes os sintomas são de início imediato, geralmente em forma de dor de cabeça intensa, mas também podem demorar várias horas. Em alguns casos, a dor de cabeça cede para reaparecer com mais intensidade ao fim de algumas horas; é possível que então se acompanhe de um estado progressivo caracterizado por confusão, sonolência, paralisia, colapso e coma profundo. As alterações neurológicas específicas são anisocoria, midríase bilateral, intervalo lúcido e coma imediato. Outros sintomas são cefaleia, vômitos e convulsão.

O hematoma epidural é diagnosticado através da Tomografia Computadorizada.
Por se originarem geralmente de sangramento arterial, podem aumentar de volume rapidamente, de modo que a indicação cirúrgica deve ser agressiva. Pelo risco de descompensação súbita, os hematomas epidurais localizados na fossa média ou na fossa posterior devem ser drenados mesmo quando pequenos ou assintomáticos. Em outras localizações, quando o desvio das estruturas medianas (linha média) for inferior a 5mm, volume for inferior a 30 cm3 e espessura inferior a 1cm, a conduta pode ser conservadora, porém considerar que a fase de reexpansão do hematoma pode variar de 6 a 15 dias.

Os objetivos da cirurgia são: remover o coágulo para diminuir a pressão intracraniana e eliminar a pressão direta no cérebro, parar o sangramento e prevenir um novo hematoma.

Deixe um comentário sobre este vídeo, é sempre muito importante saber a opinião de vocês, assim estaremos sempre aperfeiçoando o canal. =D

Se gostar do vídeo, não deixe de compartilhar com os amigos, inscrever-se no canal e clicar em ”gostei”. 🙂 #FOCONOJALECO

Mais vídeos de cirurgias: https://goo.gl/ZfxIHN
Facebook: http://www.facebook.com/paginamedicinae
Site: http://www.medicinae.com.br
Grupo para vestibulandos: https://goo.gl/3HtlDN
Instagram: @paginamedicinae / @anatomiae (com imagens todos os dias)
P.S.: Acesse nossa playlist para vestibulandos de medicina, clique aqui: https://goo.gl/fAVldQ

CISTO INFECTADO NAS COSTAS: incisão e drenagem | Medicina é

O cisto sebáceo (conhecido também como cisto epidérmico, nome mais correto) caracteriza-se como um nódulo de tamanho variável, único ou múltiplo, de coloração da pele normal, esbranquiçados ou amarelados. A consistência pode ser dura, elástica, às vezes, com flutuação quando inflamado. Em alguns cistos observam-se um ponto central representando uma obstrução da unidade pilosebáceo que, à expressão elimina um material esbranquiçado (queratina). Esses cistos são benignos e podem aparecer em qualquer região do corpo, sendo mais comuns na face, no pescoço e no tronco. Os cistos traumáticos são mais frequentes nas palmas, plantas e nádegas.

Os cistos sebáceos surgem da proliferação de células da pele produtoras de queratina dentro da derme. Podem originar-se da oclusão do folículo pilosebáceo, implantação de células da epiderme em locais mais profundos da pele por trauma ou a partir de células que desprendem das fendas embrionárias.

Os cistos podem ocorrer inflamação secundária tornando-se dolorosos e avermelhados.

O tratamento definitivo é cirúrgico com anestesia local para a retirada do cisto e da cápsula e sutura com fio mononylon. A recidiva pode acontecer se a cápsula não for retirada por completo. Se ocorrer inflamação e dor a drenagem é indicada. Quando apresentar infecção bacteriana a antibioticoterapia oral pode ser indicada. A injeção de Corticosteroide (cortisona) dentro do cisto pode diminuir o tamanho, prevenir a inflamação e dor.

Os cistos tem crescimento lento, assintomático não sendo possível diminuir a sua progressão, mas podemos ajudar a prevenir a formação de cicatrizes e infecções adotando algumas medidas simples, como:

Não espremer o cisto. Consultar o médico para orientação
Colocar compressa quente quando inflamado pode ajudar a diminuir a dor e a eliminar o material purulento
Créditos do vídeo: Dr. Geoff Butler (https://www.youtube.com/watch?v=0CgNbYhT7cE)

Deixe um comentário sobre este vídeo, é sempre muito importante saber a opinião de vocês, assim estaremos sempre aperfeiçoando o canal. =D

Se gostar do vídeo, não deixe de compartilhar com os amigos, inscrever-se no canal e clicar em ”gostei”. 🙂 #FOCONOJALECO

Mais vídeos de cirurgias: https://goo.gl/ZfxIHN
Facebook: http://www.facebook.com/paginamedicinae
Site: http://www.medicinae.com.br
Grupo para vestibulandos: https://goo.gl/3HtlDN
Instagram: @paginamedicinae / @anatomiae (com imagens todos os dias)
P.S.: Acesse nossa playlist para vestibulandos de medicina, clique aqui: https://goo.gl/fAVldQ

REMOVENDO UNHA ENCRAVADA | Medicina é

Deixe um comentário sobre este vídeo, é sempre muito importante saber a opinião de vocês, assim estaremos sempre aperfeiçoando o canal. =D

Se gostar do vídeo, não deixe de compartilhar com os amigos, inscrever-se no canal e clicar em ”gostei”. 🙂 #FOCONOJALECO

Mais vídeos de cirurgias: https://goo.gl/ZfxIHN
Facebook: http://www.facebook.com/paginamedicinae
Site: http://www.medicinae.com.br
Grupo para vestibulandos: https://goo.gl/3HtlDN
Instagram: @paginamedicinae / @anatomiae (com imagens todos os dias)
P.S.: Acesse nossa playlist para vestibulandos de medicina, clique aqui: https://goo.gl/fAVldQ